27/06/2010

Uma dança para duas pessoas tristes.

Ela queria uma pausa que durasse vários compassos.
Ele a ouviu; parou e aguardou. Daí ela sorriu,
pois sabia que ainda havia um som - seu coração.
E aí, então, ele lhe ofereceu a mão.
Segue a valsa. Até parar de bater...

"Ode à cumplicidade de um amor perpétuo
e íntimo. Era um segredo dela. Só dela."

2 comentários:

NossoCP2 - Bia Petri disse...

Parabéns pelo blog!
Fiz um link na barra lateral do Nossocp2.

Beijos.

Bárbara disse...

Ah, gostei do teu blog... Muito lindo o layout e os textos tbm!

beijos ; *